Homenagem ao Prof. Ernesto Faria

(1906 – 1962)

Prof. Dr. Amós Coelho da Silva

O Prof. Ernesto Faria é um marco da educação no Brasil quanto ao ensino do Latim. As suas obras o consagraram internacionalmente devido à metodologia nesta questão.

Em Introdução à Didática do Latim, levanta vários aspectos sobre a crise do estudo dos clássicos antigos. A Querela entre Antigos e Modernos foi demarcada a partir de Pierre de la Ramée (1515-72), que se declarou contra Aristóteles. Quanto ao ensino do Latim, O Prof. Ernesto Faria fez restrição (1959: 140) à afirmação de Anatole França, quando este escreveu que l’etude du latin est une préparation très utile à l’étude des mathématiques, por ser uma generalização que se tornaria oportuna aos depreciadores do latim. Mas concordou (Idem, 108) com o artigo do escritor francês quando sustentou que o estudo do latim beneficia a arte de conduzir e exprimir o pensamento.

A sua linha de estudo latino (Idem: 209) é o cotejo de uma forma latina com os elementos lingüísticos fundamentais da Língua Portuguesa ou (de outra) românica; (Idem: 236) (tal) aproximação sistemática do latim com o português... deve ser observada sistematicamente com relação à sintaxe...; (a ênfase é do Autor - Idem: 250). O estudo do vocabulário por famílias de palavras enriquece o desempenho da memória. Aconselha também leitura sociolingüística, sem receio de digressões, analisando a interação social presente no texto latino entre os gregos e romanos (Idem: 267): personam tragicam, “máscara de tragédia”. Isto nos vai levar por um momento ao teatro onde os atores representavam, como na Grécia, de máscara. 

Ernesto de Faria Júnior escreveu: (desde 1934) Synthese de Grammatica Latina, O Latim e a Cultura Moderna (publicação no Jornal do Commercio); O Latim pelos Textos; Les Études Latines dans le Monde – Au Brésil (artigo); Manual da Pronúncia do Latim; in Miscelânea: Sulpicia, a Poethisa do “Corpus Tibullianum”, Panorama Lingüístico da Itália Romana; O Latim e a Cultura Contemporânea; Gramática Elementar da Língua latina; Vocabulário Latino-Português; Curso de Latim; A Renovação Atual dos Estudos do Latim (aula inaugural); Fonética Histórica do Latim; co-autoria com Ruth Faria: Novo Curso de Latim; Gramática Superior da Língua Latina; Introdução à didática do latim e Dicionário Escolar Latino-Português.

A sua pesquisa era universal, publicou estudos latinos para 1ª. e 2ª. séries, que corresponderiam hoje a 5ª. e 6ª. séries do ensino fundamental atual (seria possível uma equivalência?). Para se avaliar a degradação do ensino público e privado no nosso país, tem-se o exemplo do que fazia aquele antigo MEC – Ministério da Educação e Cultura, através da ex-Campanha Nacional de Material Escolar, depois o extinto FENAME: distribuía o dicionário latino do Prof. Ernesto Faria, última edição em 1982. Havia também outros materiais imprescindíveis aos estudantes.

 

© 2003, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Todos os direitos reservados.                                   Desenvolvido por: