Homenagem à Profa. Ruth Junqueira de Faria (1920 a 1993)

Pelo Prof. Dr. Amós Coêlho da Silva (UERJ)

A Profa. Ruth pertence ao quadro de pesquisadores com formação acadêmica esmerada e especializada em Letras Clássicas. Assim, tornou-se Mestre em Letras, Língua e Literatura Latina, pela Faculdade de Letras da UFRJ, 1974; Livre docente em Língua Latina, pelo Instituto de Letras, UFF, em 1976. Ampliou sua trajetória educacional com estudos realizados no “Centre Internacional d’Études Pédagogiques” de Sèvres, a convite do Governo Francês em 1959. Também participou da Secretaria de Administração – Escola de Serviço Publico, no curso “Treinamento Intensivo – Reforma de Ensino”.

Por essa razão, pelas teses e pesquisas, como as seguintes: “Aspectos Lexicais e Estilísticos do Bucolismo Vergiliano” – defendida em 1974, na UFRJ – Rio de Janeiro – RJ; “Lívio Andronico, a Obra, a Língua, a Métrica” – defendida em 1976, no Instituto de Letras – UFF - Niterói – RJ; “Análise dos Mapas Editados em Latim, Constantes da Mapoteca Histórica do Ministério das Relações Exteriores”, em colaboração com o Prof. Dr. Paulo Roberto Guapiassú (com aprovação do CEPG); “Glossário Crítico de termos de Retórica na ‘Institutio Oratoria’de Quintiliano” (também aprovado pelo CEPG) e “Visão Épica do Brasil Quinhentista no ‘De Gestis Mendi de Saa’ do Pe. José de Anchieta” (Semestre Sabático, Bol. 24 de 17/08/89, memor. 217/89 FL. – bem como pela longa atuação na educação da pós-graduação, superior, secundária e nas atividades técnicas e administrativas - por tudo isso - foi contemplada com o título de Professora Emérito, por unanimidade, pelo Conselho Universitário da UFRJ, na Sessão de 24/10/1991, Bol. 39 (de 21/11/1991).

Desde 1982, atuou como Profa. Titular de Língua e Literatura Latina na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e participou, ora como examinadora, ora como orientadora, no processo de formação de múltiplos doutores de pesquisa dos clássicos antigos.

Foi associada à Sociedade Brasileira de Estudos Latinos (Brasil), Société des Études Latines (França), Association Guilhaume Budé (França); teve ampla participação em comunicações, conferências, mesas-redondas, palestras, seminários e simpósios, além de atividades diversificadas em periódicos científicos e especializados.
 

 

© 2003, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Todos os direitos reservados.                                   Desenvolvido por: